Escuteiros

Matosinhos tem um Cavaleiro da Pátria

Mais de 50 elementos vindos das quatro secções, lobitos, exploradores, pioneiros e caminheiros, fizeram a sua promessa no dia 23 de Fevereiro.

A Igreja do Bom Jesus de Matosinhos encheu-se de familiares e amigos para participarem na Vigília de Oração, no dia 22 de Fevereiro, às 21:30 horas. Este momento acabou por ser marcado, também, pela condecoração, no final da cerimónia, como Cavaleiro da Pátria ao, ainda noviço a caminheiro, Bernardo Lourenço, pelo nosso Chefe Nacional, Ivo Faria, que fez questão de nos oferecer a bandeira do CNE, salientando que o CNE em Matosinhos é o 677.

Tendo em conta a importância deste momento, a cerimónia da Vigília foi presidida pelo Diácono Paulo Tato e contou, ainda, com a presença da Secretária Nacional Pedagógica, Raquel Kritinas, do nosso Chefe Regional, Hugo Carvalho, o seu adjunto Paulo Rodrigues, a Chefe Adjunta do Núcleo Litoral, Cristina Silva e o Secretário do Método Educativo do Núcleo Litoral, António Jorge Magalhães. “Foi um momento histórico na vida do nosso agrupamento, ninguém se lembra de tantos elementos a fazerem Promessa como este ano.” Dizia o nosso Chefe de Agrupamento, José António Magalhães, com entusiasmo.

Após esta cerimónia, imbuídos pelo espírito festivo, consideramos pertinente levar o nosso Chefe Nacional a visitar o 677. Esta visita foi acompanhada por um chá quentinho e uma fatia de bolo.

No dia seguinte, marcamos presença às 09:30 horas, no agrupamento, para às 10:00 horas darmos início à tão esperada cerimónia das Promessas presidida pelo nosso assistente de Agrupamento, Pe. Manuel Mendes.

Sem atrasos, os nossos elementos apresentaram-se vestidos a rigor e com muitos nervos à mistura, no entanto conseguiram, com confiança e certeza, os lobitos, prometerem da melhor vontade, serem amigos de Jesus, amando os outros; respeitarem a Lei da Alcateia e praticarem diariamente uma boa-acção. Já os escuteiros prometeram, pela sua honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por cumprir com os seus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria; auxiliar os seus semelhantes em todas as circunstâncias e obedecer à Lei do Escuta.

Foi uma cerimónia alegre, animada pelo nosso coro “72 Vozes”.

No final, reza a tradição que os elementos, juntamente com os adultos do agrupamento e o nosso assistente se devem aprumar em frente à igreja para, através das lentes mais ousadas, marcarem o momento para a posteridade.

É então momento dos elementos acabados de serem investidos passarem pelo túnel dos lenços e dar entrada numa nova fase das suas vidas.

O almoço aguardava os mais esfomeados para, após alimentado o corpo, partirmos rumo a um novo desafio: “ A actividade de BP”.

Uma actividade em regime de acampamento que tem como principal objectivo comemorar o aniversário de nascimento de Baden Powell (fundador do escutismo) e marcar positivamente as promessas dos nossos elementos com uma actividade onde ficam distribuídos em equipas verticais, promovendo o convívio e sentido de grupo entre os jovens do nosso agrupamento.

Como o imaginário deste triénio é o Principezinho, desta vez decidimos criar laços com a Rosa.

O nosso fim-de-semana terminou às 18:00 horas do dia 24 de Fevereiro, com os nossos elementos felizes e ansiosos por mais actividades como esta, que lhes aquece a alma e ilumina o olhar.

(Luciana Ribeiro)

PROMESSAS 2019